Os ex-alunos Eduardo Nogueira, Francisca Martins e Gabriel Silva, representaram o Colégio Luso-Francês, no maior encontro de Ciência e Tecnologia de Portugal, que decorreu no Centro de Congressos de Lisboa, entre 2 e 4 de julho.
O «Encontro Ciência 2018» visou mobilizar e aproximar investigadores, empresas e público em geral em torno dos principais temas e desafios da Ciência em Portugal.
As sessões pretenderam estimular o debate sobre a concepção do futuro 9.º Programa Quadro Europeu para a Investigação e Inovação 2021-2028, balizando-se pelos 17 Objectivos de Desenvolvimento Sustentável [ODS] da Organização das Nações Unidas.
O Eduardo, a Francisca e Gabriel foram convidados a abrir o painel «CoLABs – Laboratórios Colaborativos», moderado pelo Professor Paulo Ferrão, Presidente da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia.
Os CoLABs são consórcios de unidades de investigação, laboratórios associados, instituições de ensino superior, instituições intermédias e de interface, centros tecnológicos, empresas, associações empresariais e outros parceiros relevantes do tecido produtivo, social ou cultural, que têm como missão consolidar e promover a capacidade e o potencial que as comunidades científicas e académicas apresentam para fazer face à oportunidade de relacionar o conhecimento com o bem-estar e o desenvolvimento social e económico em Portugal.
Neste painel foram apresentados os seis CoLABs pioneiros em Portugal recentemente criados: DTx CoLab Transformação Digital – Experienciar o Futuro, coordenado pela Universidade do Minho; More – Montanhas de Investigação, coordenado pelo Instituto Politécnico de Bragança; Vines & Wines – Vinha e Vinhos Portugueses, competitividade e sustentabilidade, coordenado pela ADVID – Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense; Forestwise – Laboratório Colaborativo para Gestão Integrada da Floresta e do Fogo, coordenado pelo INESC TEC – Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência; CoLAB Atlantic -Laboratório Colaborativo para o Atlântico, coordenado por WavEC Offshore Renewables e GreenColab – Laboratório Colaborativo de Tecnologias e Produtos Verdes de Oceano, cordenado pelo CCMAR – Centro de Ciências do Mar do Algarve.
Na sequência do projeto ShealS – Sea Heals Soil – desenvolvido pelos jovens investigadores do CLF, o qual culminou em inúmeros prémios nacionais e internacionais, os alunos evidenciaram a importância das escolas secundárias e da investigação desenvolvida a um nível pré-universitário para o avanço da Ciência.
O ShealS foi o culminar de vários anos de trabalho e de inúmeras parcerias estabelecidas com laboratórios de investigação e empresas.
Os projetos desenvolvidos em MIP – Metodologias de Investigação em Projeto, no Colégio Luso-Francês, não são mais do que o fruto de consórcios, na qual a escola se assume como parceira legítima e líder no processo de produção de conhecimento científico. Foi este, no fundo, o desafio que o Eduardo, a Franscisca e o Gabriel lançaram para o Encontro Ciência 2019: incluir as instituições pré-universitárias em futuros CoLABS a criar pela FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia.
No Encontro Ciência 2018 marcaram presença mais de 4.000 participantes e foram apresentados mais de 700 trabalhos e 600 posteres.